Conheça Meus Livros

Conheça o romance Alma de Rosas
Conheça o romance Raptada
Conheça o romance sobrenatural As Noivas de Robert Griplen
Conheça a comédia Se Contar, Ninguém Acredita No Que Aconteceu Nesse Natal
Conheça a comédia Quem Deu o Habeas Corpus Para a Bruxa?
Conheça a antologia A Morte Não é o Fim

sábado, 29 de junho de 2019

Como Reconstruir a Civilização Passo a Passo, Por Júlio Verne


Caso você suspeite que algum dia se encontrará sozinho numa ilha deserta, sem recursos para retornar à civilização, nem meios de comunicação, você PRECISA ler esse livro. Nele você encontrará tudo o que precisa saber para sobreviver confortavelmente numa situação bastante adversa e sem recursos.
Mais que uma grande obra da literatura clássica universal, A Ilha Misteriosa é uma leitura desafiadora para aqueles que não estão habituados ao estilo de Júlio Verne.
Ao contrário dos demais livros mais conhecidos e cultuados do autor – como Viagem Ao Centro da Terra, A Volta Ao Mundo Em 80 Dias e Vinte Mil Léguas Submarinas –, A Ilha Misteriosa é um livro demasiadamente longo e descritivo.
Antes de prosseguir, preciso abrir um parêntese para falar um pouquinho das outras obras que eu li de Verne, para que não pareça que estou iniciando a resenha com uma crítica negativa. De imediato, adianto: o livro é incrível! Mas é preciso primeiro que se conheça os antecedentes do autor na minha lista de leitura.
O primeiro livro que li de Júlio Verne foi Viagem Ao Centro da Terra, onde o autor cria uma narrativa em direção ao inexplorado e provavelmente inacessível centro do mundo, através de um mineralogista audacioso que simplesmente não pôde recusar o chamado da aventura. Um livro que seria difícil de ler, com tantos termos estranhos e complicados de assimilar, se a narrativa não fosse tão interessante.
Vinte Mil Léguas Submarinas narra as, digamos, aventuras de três náufragos a bordo do extraordinário submarino Nautillus, capitaneado por Nemo, um homem estranho e misterioso que os recolheu do mar, com a condição de que fizessem parte de sua tripulação pelo resto de seus dias. A história vai basicamente do nada a lugar nenhum, e parece não ter outro objetivo, senão demonstrar que existem mais coisas para se explorar no fundo dos oceanos do que poderíamos imaginar. O filme da Disney de 1954 conseguiu tirar leite de pedra e criar uma história infinitamente mais interessante que a do livro. Se eu tivesse começado a ler os livros do autor com esta obra, eu provavelmente não teria lido outro Verne.
A Volta Ao Mundo Em 80 Dias foi o primeiro livro de Verne que não me pareceu um guia de viagem. Neste livro o autor se lembrou de que era preciso criar uma história para dar contexto à viagem grandiosa de Phileas Fogg. E assim ele criou todas as aventuras que poderiam atrapalhar o êxito da viagem do protagonista, e sua vitória na aposta, como as investidas do desventurado Detetive Fix, o resgate da indiana Aouda, condenada a morrer na pira funerária onde queimariam o cadáver de seu marido, e todos os embaraços que quase puseram a perder a empreitada de Fogg. Este é, indubitavelmente, meu livro favorito do autor, pois pela primeira vez, ele se libertou da didática, e se concentrou em contar uma história mais despretensiosa, com começo, meio e fim, e com reviravoltas instigantes para os personagens.
Isto posto, vamos falar de A Ilha Misteriosa.

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Mais Uma Realização Talita Vasconcelos



Dez anos atrás, eu tive um sonho. Nele, um homem misterioso atraía duas mulheres para dentro de sua mansão submersa, que era guardada por um bando de sereias. Mas o que parecia a promessa de um romance um tanto incomum, revelou-se um pesadelo, pois, o preço de se conquistar o amor desse homem era a prisão eterna em seu palácio submerso.
Assim nasceu “As Noivas de Robert Griplen”, um romance sobrenatural inspirado nesse sonho. O livro é, essencialmente, um romance histórico, mas ao longo da narrativa, além de uma história de amor cheia de mistérios e escolhas difíceis, vocês também encontrarão um contexto de hipocrisia religiosa e supersticiosa, que era atual na época em que foi ambientado o livro, e continua atual nos dias de hoje.
Em 2015, esse sonho começou a tomar forma, quando da publicação do e-book do livro, e agora, ele finalmente ganhou edição física.
Esse livro é especial para mim por muitos motivos, mas principalmente, porque ele marca a minha estreia como editora.
Na tarde deste último sábado, 08 de junho, foi realizado o evento de lançamento na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. Foi uma festa linda, onde recebi inúmeros amigos, familiares e autoridades do município que vêm apoiando o meu trabalho nos últimos anos.
O evento foi realizado com o apoio da Secretaria de Cultura da Estância de Atibaia.
Aqui estão apenas algumas fotos do evento,  mas vocês poderão ver muitas outras na minha página no Facebook:




Meus Livros No Skoob