Conheçam Meus Livros

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Se Manda, Seu Cabeça de Abóbora!


Claro que num especial de Halloween não pode faltar essa turma que sempre nunca foge de uma boa assombração. A bordo da Máquina de Mistério, Fred Jones, Daphne Blake, Velma Dinkley, Salsicha Rogers e Scooby-Doo percorrem o país resolvendo os mais assombrosos mistérios.
E sim, eu fiz de propósito uma alusão ao desenho do Arnold no título da review de um episódio do Scooby-Doo. É que eu não tomei meu Gardenal ainda hoje.
Nesta aventura, que foi exibida na primeira temporada de O Show do Scooby-Doo, teremos um acréscimo à turma: Scooby-Dão, primo do Scooby, uma versão caipira do nosso cachorro favorito, que pensa que é o Sherlock Holmes.
Na outra review que postei do desenho, nossos amigos viajaram à Salem para capturar uma bruxa. Desta vez, eles foram a outra cidade em nosso Roteiro do Assombro, a icônica Sleepy Hollow, onde se depararam com



Está rolando a maior festança numa mansão, e alguns convidados são muito nossos conhecidos.


Notaram que o Scooby-Doo está fantasiado de Pé de Pano, o cavalo do Pica-Pau?
Pois é, não é de hoje que se produzem crossovers. Ainda que esse aí, talvez, tenha sido acidental.
Então nossa anfitriã, Gertrude Crane se aproxima para saber o que seus convidados ilustres estão achando da festa. Claro que, onde tem comida, Salsicha e Scooby estão mais animados que criança no circo.
Acontece que a turma do Scooby é muito amiga da sobrinha da Sra. Crane, Beth, e foi ela quem os convidou. E o pessoal realmente está curtindo a festa, incluindo as tradições de Halloween que nós infelizmente só conhecemos graças aos desenhos, porque nascemos no hemisfério errado.


Confiram do que a Daphne estava falando na review de É A Grande Abóbora, Charlie Brown!
E nesse caso, o Fred não beijou ninguém, mas só estava conseguindo se molhar inteiro. Aprenda com o Salsicha, que tem um truquezinho para morder a maçã.


O problema é que a maçã é pesada demais para ser sustentada por presas falsas, e acaba caindo da boca do Salsicha, que sai correndo atrás dela, embora houvesse mais uma meia dúzia na bacia d’água.


Bem que você está precisando de uma engordadinha, Salsicha, mas pelos meus cálculos, sim, a maçã passou mais do que cinco segundos no chão. E independentemente disso, crianças, nunca comam alimentos que tenham caído no chão sem lavar! Ou vocês descobrirão que... de fato, o que não mata, engorda. Vamos sempre torcer por isso, pois geralmente é o que acontece.
E não vamos nos estender no risco de parasitas, para não prolongar demais a review. Até porque, os hábitos de higiene do Salsicha e a crença popular a respeito dos micróbios não são o foco do episódio.
Porque, de repente, enquanto Salsicha come a maçã que pegou do chão sem lavar, eles ouvem um relincho. E não veio nem do Scooby-Doo, nem do Scooby-Dão, que interpreta a bunda da fantasia de Pé de Pano. Foi o Cavaleiro Com Cabeça de Abóbora, que está rondando pelo jardim da mansão, meio encoberto pelo nevoeiro.


Scooby-Dão foi o primeiro a correr de volta para dentro da mansão, rasgando a fantasia, e arremessando Scooby-Doo na piscina, provando que covardia é um mal de família.


Meninos, só para lembrar vocês, o Cavaleiro Com Cabeça de Abóbora continua circulando por aí.
Daí é claro que Scooby e Salsicha correm para dentro da mansão, para avisar aos amigos que tem assombração na área, exatamente no momento em que Beth estava mostrando ao resto da turma um retrato de seu tataravô, Ichabod Crane, sobre a lareira da biblioteca.
Aquele mesmo, da obra de Washington Irving.
Diz a lenda que Ichabod Crane viveu ali em Sleepy Hollow, até que numa noite escura, pela estrada do cemitério, ele se viu perseguido por um Fantasma Sem Cabeça. De acordo com um livro que Beth pesca na estante, durante a guerra revolucionária, foi travada uma tremenda batalha bem ali, onde eles estão, e no meio da batalha, os revolucionários dispararam um canhão no inimigo, e atingiram um dos mais bravos soldados, arrancando-lhe a cabeça, e jamais a encontraram.


Também acho, Salsicha.
O corpo do tal soldado foi queimado no cemitério, mas segundo a lenda, em noites escuras e nevoentas, o espírito do Cavaleiro sai por aí procurando uma cabeça. Foi por isso que ele perseguiu seu tataravô Ichabod Crane. E ninguém sabe como essa perseguição terminou, pois Ichabod nunca mais foi visto.


A Disney produziu uma versão incrível dessa história décadas atrás. Acho que faz parte da franquia Disney Fábulas. Não que a história seja exatamente uma fábula... Deixa eu resgatar esse desenho, que eu trago ele por aqui qualquer hora.
Quando Scooby e Salsicha contam que o Cavaleiro Com Cabeça de Abóbora praticamente os atropelou lá fora – porque esse pessoal não é nem um pouquinho exagerado –, Beth deduz que o Cavaleiro Sem Cabeça tenha retornado para assombrá-los.
Apenas a título de trivialidade, esse episódio meio que cruzou a Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, criada por Washington Irving – que fez tanto sucesso que acabou sendo incorporada ao folclore desse pequeno vilarejo no estado de Nova York, que nem tinha o nome de Sleepy Hollow ainda quando o livro foi publicado –, com a lenda de Jack O’Lantern, que eu já contei aqui, sobre um cara que tentou trapacear o diabo e acabou com um nabo no lugar da cabeça. Mais tarde, a tradição oral substituiu o nabo pela abóbora – talvez por ser um fruto mais comum lá nos States.
Como eu disse, trívia.
E como estão numa festa à fantasia, Fred deduz que o que Salsicha e Scooby viram foi apenas um convidado mascarado.
Não precisam interromper a festa por causa disso.
Falando em interrupções, quem foi que apagou a luz?


Salve-se quem puder!
Todos os convidados abandonam a festa correndo, literalmente puxando os carros. Vou aprender essa tática, ou arrumar o contato desse fantasma, para quando certas pessoas não muito queridas aparecerem aqui em casa. Parece uma boa maneira de esvaziar o local.
Enquanto o Cavaleiro Sem Cabeça persegue os convidados que estão dando no pé, nossos amigos estão determinados a descobrir o que há por trás dessa aparição.
Então eles tiram as fantasias e começam a vasculhar a casa em busca de pistas.
O primeiro a encontrar alguma coisa é o Scooby-Dão, que confundiu uma bola de boliche na prateleira de um armário, acima de um velho capote pendurado num cabide, com uma cabeça de abóbora.


Mas aí, quando eles vão procurar no outro quarto, aquela bola de boliche cai da prateleira, e o ruído faz os nossos amigos medrosos pensarem que estão sendo perseguidos.


Com certeza, não é assim, Scooby-Dão. E o pior é que com essa barulheira toda, vai ficar difícil surpreender o Cavaleiro. Resta ao Salsicha e ao Scooby-Doo resgatarem o Scooby-Dão de dentro do armário.


Com razão o Salsicha é tão magro, não para de correr! Pelo menos, dessa vez foi fácil laçar o Cavaleiro com o fio do ferro de passar, quando o Salsicha tropeçou na tábua.


Não me perguntem como aconteceu, mas o Cabeça de Abóbora aí era só o Scooby-Dão disfarçado com o capote que encontraram no armário. Mas ao tentarem sair dali, dão de cara com o fantasma verdadeiro, e eles acabam encurralados atrás de uma máquina de costura.


Sorte deles que o Cavaleiro acabou se enroscando na máquina de costura, dando a eles chance de fazer o que fazem melhor: fugir.
Velma estava justamente contando aos outros que não tiveram sorte lá em cima, quando Salsicha e os Scoobys chegam berrando que o Cabeceiro Sem Cavalo... Digo, o Cavaleiro Sem Cabeça apareceu para eles no quarto de costura, e que o deixaram preso na máquina.
Mas quando todos sobem para conferir, não encontram nada além de lascas de madeira no chão, perto da porta.


Enquanto isso, a tia Gertrude estava cochilando na poltrona da biblioteca, quando de repente uma mão branca saiu da parede e tentou agarrá-la.


A turma ouve seus gritos e corre para ajudar, e ela conta sobre a mão do Cavaleiro, que saiu da parede e tentou agarrar sua cabeça. Eis que um personagem que não tinha aparecido até então surge do nada para corrigi-la, pois não era a cabeça dela que o Cavaleiro queria agarrar, mas o colar de diamantes que a tia Gertrude está usando.


A propósito, o sujeito aí, que nunca tínhamos visto mais gordo, é o primo da Beth, Elwood Crane, diretor da APEX Internacional de Sapatos. Segundo ele, o Cavaleiro apareceu assim que Gertrude trouxe o diamante para casa, por isso ele sugere que o coloquem de volta no cofre do banco, antes que a coisa complique de vez.
Enquanto tia Gertrude pensa no caso dele, nossos amigos examinam melhor a nova cena do crime, à procura de um painel oco, por onde o Mãozinha possa ter aparecido.


É o Scooby-Dão quem acaba descobrindo um botão no chão que aciona uma porta secreta na biblioteca, mas não junto da estante, por onde o Mãozinha apareceu; a porta está do outro lado do aposento, e ao se abrir, eles dão de cara com o Tropeço.


Mas Velma aproveita o ensejo para examinar as mãos dele, que são brancas como farinha, como aquela que saiu da parede para assustar a tia Gertrude.


Achei essa explicação no mínimo suspeita. Primeiro porque já faz um tempo que o povo foi embora, e segundo porque se ele sujou as mãos servindo o bolo, deveriam estar sujas de glacê, não de açúcar. Quem é que usa açúcar como confeito para bolo? Se pelo menos fossem beijinhos ou cajuzinhos, vá lá...
Mas Scooby-Doo sempre foi um desenho com algum nível de maturidade – muito mais do que metade das porcarias que produzem hoje em dia –, e não cairia no clichê de botar a culpa no mordomo, não é?
Não é?
???
Bem, de acordo com a língua do Scooby-Doo, o homem está dizendo a verdade: suas mãos estão mesmo melecadas de açúcar.


Nesse momento, Elwood retornou, determinado a levar pessoalmente o diamante de volta para o cofre esta noite, antes que o fantasma do Cavaleiro Sem Cabeça acabe machucando alguém. Claro que o banco está fechado a esta hora, mas o gerente é seu amigo, ambos costumam pilotar aviões no tempo livre, e ele já telefonou para a casa dele, pedindo que o esperasse na agência.
Porém, logo após sua partida, nossos amigos ouvem a risada do Cavaleiro Sem Cabeça, mas desta vez, quando ele surge no nevoeiro, não está mais com a abóbora pendurada no pescoço, mas com a cabeça que roubou de Elwood.
Tudo o que restou do sujeito foi o carro batido numa árvore, um monte de roupas e uma cabeça de abóbora.
Fred recomenda que Beth e sua tia voltem para casa e tentem se acalmar, enquanto eles investigam. Porque não é possível que o Cavaleiro Sem Cabeça tenha levado Elwood consigo para a sepultura.
Daí o Scooby-Dão usa seu talento detetivesco para examinar o carro de cabo a rabo... Quer dizer, do para-brisa ao porta-malas, e não encontra nada, exceto um pequeno retrato de Elwood que ficou colado em seu focinho. E a chave de ignição também desapareceu.


Mas o Salsicha encontrou uma pista realmente importante, num recorte de jornal.


Por via das dúvidas, Salsicha decidiu guardar a manchete. Afinal, nunca se sabe.
Então Fred sugere que eles verifiquem a sepultura do Cavaleiro Sem Cabeça lá no cemitério.


Porque sim, Salsicha!


Eles se embrenham na estrada que leva ao cemitério, que, segundo Velma, que de repente se tornou especialista na Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, era mais ou menos onde Ichabod Crane estava, quando de repente, saindo do nevoeiro, apareceu uma figura horrível e ameaçadora. Tipo essa que está atrás deles agora.


Calma, gente! É apenas Tropeço... Digo, Tarlof, o mordomo, que vestiu um casaco de gola alta para sair no nevoeiro.
Falando nisso, será que o nome dele é uma mistura de Tropeço com Boris Karloff?
Acontece que o Tropeço aí foi incumbido pelas madames de ir até o vizinho mais próximo para informar que a Mansão Crane está sem luz.


E tem mais, não foi o vento que a derrubou. Alguém cortou a árvore com um machado. Suspeito, não acham?
Isso explica aquelas lascas de madeira que encontraram no tapete.
Nossos amigos seguem seu caminho até o cemitério, e encontram facilmente o túmulo onde Beth disse que o Cavaleiro Sem Cabeça está enterrado. Ou esteve enterrado, já que o fantasma continua perambulando por aí. O problema é que ele está muito bem fechado, e Fred não consegue abri-lo, nem mesmo com a ajuda de um pé de cabra.


Ou seja, o passeio ao cemitério foi uma grande perda de tempo. Mas de repente, Velma consegue estabelecer a conexão entre as pistas que já encontraram. Então eles pegam a Máquina de Mistério e correm até o aeroporto, onde esperam encontrar o Cavaleiro Sem Cabeça.
É hora de Fred preparar uma armadilha!
Eles abrem um paraquedas e o estendem no hangar, pouco acima do avião, pendurando-o nas vigas. Quando Fred der o sinal, Salsicha, Velma e Scooby-Doo cortarão as cordas, e o paraquedas cairá sobre o Cabeça de Abóbora.
Mas, como de costume, quando o Cavaleiro aparece e tenta dar a partida no avião, Scooby-Doo faz uma trapalhada, acaba rasgando a lona do paraquedas e caindo no colo da assombração.


Aí acontece uma cena bem comum em desenhos animados: um avião desembestado, fazendo manobras perigosas no ar, tentando derrubar um passageiro não programado – geralmente um dos mocinhos do desenho; no caso, Scooby. Daí o Salsicha tenta ajudar seu amigo canino e acaba sendo arremessado também para cima do avião.


Depois de várias manobras malucas, em que Salsicha acaba correndo agarrado ao trem de pouso, o avião escapa de bater no prédio do hangar, e acaba se desmontando inteiro, permitindo que nossos heróis capturem o fantasma, depois que Scooby-Dão resgata os amigos e o Cavaleiro Sem Cabeça com uma rede de caçar passarinhos.
E quem está por baixo da máscara com o rosto fantasmagórico de Elwood Crane é...


Não, Salsicha. Acontece que esse vilão é ninguém mais, ninguém menos que o próprio Elwood Crane. Ele estava atrás do diamante da tia Gertrude, e criou toda essa farsa para surrupiá-lo.


Bem, o policial vai garantir que ele fique perfeitamente acomodado numa cela na cadeia.
Agora contem, meninos, como foi que vocês resolveram esse mistério?


Pois é, mas ele não contava com a astúcia da nossa trupe de detetives favorita.


Esse Scooby-Dão... Ele ainda não entendeu que o mistério já foi solucionado, e continua procurando pistas. E pegando peixes na piscina.


No próximo post, teremos uma caça a um fantasma fedorento e meio cegueta.
Até lá! *-*


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.