Conheçam Meus Livros

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

A Melhor Parte da História Não Vai Virar Cinema, Nem Vai Passar Em Hollywood...

Uma coisa que não encaixou com aquele final precipitado da saga de Percy Jackson no cinema foi o retorno de Thalia. Sim, ele era necessário para concluir a aventura da busca pelo Velocino de Ouro no Mar de Monstros; no entanto, deixou em aberto uma parte importante da saga: afinal, a profecia sobre o herói que poderia salvar ou destruir o Olimpo era mesmo sobre Percy? Qual partido Thalia, filha de Zeus tomará na guerra entre deuses e titãs? E mais: com a derrota prematura de Cronos, fatiado novamente pela “lâmina maldita” de Percy, e a compreensão de Luke do grande erro que cometeu ao ajudar um ser que achava sua carne apetitosa (literalmente!), toda a perspectiva de uma guerra entre deuses e titãs foi automaticamente para o vinagre, de modo que não teria mesmo como levar a saga adiante – não com base nos livros, pelo menos, a não ser que alterassem todo o contexto; muito mais do que já vinham fazendo nos dois primeiros filmes.
Seja lá como for, esse roteiro acabou dando um tiro no próprio pé. O filme ficou bom? Sem dúvida! É divertido? Vale a pena ver mais de uma vez? Com certeza! Mas contextualmente, assassinou a saga sem dar a ela um final, de fato.

Rick Riordan, autor da saga, não ficou satisfeito, motivo pelo qual as adaptações terminaram aí. Qualquer continuação teria que alterar os rumos da história que ele escreveu, e aparentemente isso não agradou o autor. Corre um boato de que a Netflix está disposta a produzir uma série baseada na saga dos Olimpianos, desta vez, preservando a história dos livros. Riordan, pelo que consta, trabalhará no roteiro. Se sairá do papel, só Zeus sabe. Enquanto isso, resta-nos conhecer a história como seu criador planejou através das páginas dos livros.


Percy Jackson e a Maldição do Titã Título Original: Percy Jackson and The Titan’s Curse
Autor: Rick Riordan
Gênero: Fantasia
Editora: Intrínseca
Páginas: 316
Sinopse:Um chamado do amigo Grover deixa Percy a postos para mais uma missão: dois novos meios-sangues foram encontrados, e sua ascendência ainda é desconhecida. Como sempre, Percy sabe que precisará contar com o poder de seus aliados heróis, com sua leal espada Contracorrente... e com uma caroninha da mãe. O que eles ainda não sabem é que os jovens descobertos não são os únicos em perigo: Cronos, o Senhor dos Titãs, arquitetou um de seus planos mais traiçoeiros, e nossos heróis serão presas fáceis. Um monstro ancestral foi despertado – um ser com poder suficiente para destruir o Olimpo –, e Ártemis, a única deusa capaz de encontrá-lo, desapareceu. Percy e seus amigos têm apenas uma semana para resgatar a deusa sequestrada e solucionar o mistério que ronda o monstro que ela caçava.Divertidíssima e repleta de ação, essa terceira aventura da série coloca nosso herói e seus aliados frente a frente com o maior desafio de suas vidas: a terrível profecia da maldição do titã.


Para compreender essa resenha de A Maldição do Titã, tenham em mente que Cronos ainda não foi derrotado; ele continua reunindo seu exército e ampliando sua força de batalha, ainda se preparando para se erguer do sarcófago onde repousam seus pedaços, e iniciar a guerra contra os deuses para tomar o Olimpo.
Nossa aventura começa com Percy, Annabeth e Thalia atendendo a um chamado de Grover para resgatar dois meio-sangues recém-descobertos num internato na costa leste, que estão prestes a se tornar o papá de um monstro. Mas a operação acaba dando incrivelmente errado, e Annabeth é levada pelo monstro Zeus sabe para onde. De quebra, Thalia fica revoltada com a ajuda imposta pela deusa Ártemis de seu clube de caçadoras, em especial, da líder delas, Zoe Nightshade, que aparentemente já andou arrumando confusão com a filha de Zeus no passado. E para completar, eles agora terão que lutar contra o tempo para atravessar o país inteiro, resgatar Annabeth e Ártemis das garras do novo General de Cronos, antes do concílio dos deuses que acontecerá no solstício de inverno. E Percy não foi convidado para se juntar ao clube da Luluzinha...
É com essa premissa que Rick Riordan nos apresenta o terceiro livro da saga Percy Jackson & Os Olimpianos, cuja adaptação cinematográfica, como já mencionei, foi para o vinagre. Uma pena...
A Maldição do Titã traça um paralelo com os doze trabalhos de Hércules. Durante esta aventura, Percy Jackson e seus amigos enfrentam diversos monstros que também cruzaram o caminho do herói na antiguidade, como o mítico Leão da Nemeia, o Javali da Erimantia, o Dragão que guarda o jardim das Hespérides – cuja lenda já contei aqui quando mencionei a Mitologia da Maçã –, e o próprio Titã Atlas, condenado a sustentar o peso do Céu em suas costas pela eternidade. Sem falar numa Mantícora, e um exército de zumbis quase indestrutíveis.
Provavelmente o melhor livro da saga desde O Ladrão de Raios, e uma parte da história do filho de Poseidon que todos precisam conhecer!
* Clarisse desaparecida. Nível de importância: abaixo de acabou o papel de alumínio. Annabeth desaparecida. Nível de importância: convoquem todos os deuses, semideuses e entidades aliadas que nós vamos declarar a segunda Guerra de Troia! Pelo menos entre seus amigos campistas. Sr. D continua nem aí com a Hora do Brasil...
* “Apolo é quente!” E também seu meio-irmão, garota, não se esqueça!
* Atena, a deusa da sabedoria, fazendo bico como ascensorista em um museu no meio do deserto... Se tá ruim para ela, perdi a fé na faculdade!
* Aliás: melhor amigo da sua filha, quiçá seu futuro genro, e a senhora querendo matar?! Muito bonito, dona Atena! Você caiu um pouquinho mais no meu conceito agora...
* Uma mortal dá uma mãozinha para Percy escapar da morte... Depois de ele tê-la atacado com sua espada de bronze celestial. Gente que leva as coisas na esportiva é outro nível...
* Afrodite dá um tempinho em seu interminável tratamento de beleza e na sessão chifres no Hefesto para avisar aos garotos para não tocar em nada no ferro-velho de seu marido. E na primeira oportunidade, alguém acha que não tem nada demais roubar um brinquedinho da pilha de lixo. Tá cutucando onça com vara curta, criatura!
* Se até Dionísio está disposto a colaborar, é sinal de que a coisa está ficando feia! Melhor irem afiando suas espadas, porque a guerra vai piorar consideravelmente.
* Ok: cada um sabe onde seu sapato aperta... Mas eu achei tanto o pai quanto a madrasta de Annabeth extremamente simpáticos. Para falar a verdade, se um dia eu fizer uma lista dos pais mais amorosos da ficção, certamente vou incluir o Dr. Chase. Não entendi porque essa garota não vai com a cara deles. Mas, sendo filha de Atena, acho que é autoexplicativo...
* Percy inadvertidamente salva a besta do Apocalipse. Bom coração às vezes também te coloca em problemas.
* “Luke é um caso interessante...” Um eufemismo divino para “esse garoto é debiloide!” Desconfio que quando essa guerra acabar, os deuses vão dissecá-lo e enviar seu cérebro para ser estudado. Se forem enviar para muito longe, podem até utilizar o correio de Hermes. Mesmo o garoto sendo filho dele. Podem acreditar, ele já transportou coisas piores...

Comprar na Amazon:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.