Conheçam Meus Livros

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Ritmo... É Ritmo de Guerra!

Pois é... As coisas não começam bem para Percy Jackson e seus amigos em O Último Olimpiano. O livro que encerra a saga principal finalmente mostra o cumprimento da Grande Profecia, prevista pelo Oráculo muitas décadas atrás, e que tem tirado o sono de deuses, centauros, sátiros, e de todas as entidades da Mitologia Grega.


Percy Jackson e O Último Olimpiano Título Original: Percy Jackson and The Last Olympian
Autor: Rick Riordan
Gênero: Fantasia
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Sinopse:O aguardado desfecho da série que já ultrapassou a marca de 500 mil exemplares vendidos e é destaque nas principais listas de best-sellers do país. Os meios-sangues passaram o ano inteiro preparando-se para a batalha contra os titãs, e sabem que as chances de vitória são pequenas. O exército de Cronos está mais poderoso que nunca, e cada novo deus ou semideus que se une à causa confere mais força ao vingativo Senhor do Tempo. Enquanto os olimpianos se ocupam de conter a fúria do monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova York, onde o Monte Olimpo está precariamente vigiado. Agora, apenas Percy Jackson e seu exército de heróis podem detê-lo. Nesse quinto livro da série, o combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho.


Com a ascensão de Cronos e a proximidade do décimo sexto aniversário de Percy Jackson, o filho de um dos Três Grandes deuses que, de acordo com a Profecia, tem em suas mãos o destino do Olimpo, os campistas meio-sangues e seus aliados se armam para uma grande guerra contra os Titãs.
No Oeste dos Estados Unidos, um poderoso monstro se ergue, causando destruição por todo o país em seu caminho para o Olimpo. Deuses menores decidem se aliar ao exército de Cronos. Poseidon trava sua própria guerra contra o exército de um Titã que pretende destruir seu reino submerso. Campistas, sátiros, espíritos da natureza, centauros e Caçadoras de Ártemis unem forças para defender Manhattan de um ataque sem precedentes.
Enquanto Morpheus coloca os mortais para dormir, o exército inimigo marcha contra o centro da Civilização Ocidental, dispostos a destruir tudo em seu caminho e fazer o Olimpo cair.
E o pior: há um espião de Cronos no Acampamento, mantendo o exército inimigo informado de todos os seus planos e ações.
O Último Olimpiano é um livro cheio de ação, elevando os novos heróis Olimpianos ao nível dos grandes heróis antigos, desbravando uma versão moderna da Guerra de Troia bem no centro de Manhattan.
Para tentar proteger a morada dos deuses e evitar a destruição da Civilização Ocidental, Percy Jackson concorda com um plano ousado arquitetado pelo filho de Hades, e enfrenta inúmeros perigos e monstros jamais derrotados antes, numa guerra de tirar o fôlego. E um herói impensável acaba se revelando o elemento crucial para a vitória dos Olimpianos.
Apesar das inúmeras baixas, esse livro mostra o amadurecimento de seus personagens – inclusive de alguns deuses –, e o quanto os Senhores do Olimpo podem aprender se decidirem dar uma oportunidade e ouvir suas proles mortais. Apesar da temática de guerra, das batalhas e das ações violentas, os temas principais de O Último Olimpiano são restauração e renovação. Uma nova Era se inicia após a guerra, tempos de trégua – quem sabe, tempos de paz –, alguns rejeitados são novamente acolhidos ao seio familiar ao decidirem fazer a escolha certa, e os deuses aprendem um pouco mais sobre tolerância e sobre reconhecimento. Às vezes é preciso admitir os próprios erros e aprender com eles, permitir mudanças, e se deixar evoluir.
Foi um final digno para a saga desses adolescentes especiais, metade humanos, metade deuses, e que, na verdade, enuncia um novo começo para sua história – e nós sabemos perfeitamente, pela quase interminável lista de sagas derivadas de Percy Jackson & Os Olimpianos que Rick Riordan já escreveu, que a história desses heróis ainda terá muito capítulos pela frente...
* Boletim Extraordinário sobre a explosão do Princesa Andrômeda: uma legião de monstros mortos cujos corpos – ou pedaços – jamais serão encontrados ou identificados. Entre os sobreviventes estão o filhote de Cruz Credo hospedeiro do cão, e o meio-sangue que gosta de se fantasiar de pirata e que deve ter se abrigado na bunda de Cronos...
* Realmente, não tinha condição de uma pessoa ser criada com o mínimo de bom senso na casa de May Castellan. Será que ninguém nessa saga ouviu falar em Conselho Tutelar?
* A guerra entre deuses e Titãs acontecendo, Hades dando guarida pra sogra, e sua mulher não para de reclamar... Agora entendi porque chamam sua casa de inferno.
* Falando nele, estou chocada: o Senhor dos Mortos realmente amava a mãe de Nico e Bianca di Angelo, e seu instinto de proteção quanto a ela e seus filhos meio-sangues deixaria muito deus bonzinho do Olimpo envergonhado. Toma essa, Zeus! Ouviu, dona Atena?! Acho que vocês têm algumas coisinhas para aprender com seu irmão/tio rejeitado.
* Sra. O’Leary! ♥♥♥ Gente, onde eu consigo um cão infernal com esse nível de fofura? Tem em miniatura? Tipo um Bonsai?
* Só o Poseidon mesmo para dar ao filho um dinheiro que só compra água poluída... Nem adianta tentar enfiar na máquina de refrigerante.
* Todo Mundo Em Pânico porque alguém decidiu incluir o jarro de Pandora no rolo. Relaxa, galera, o pior que havia dentro dele já saiu há séculos...
* Atenção quem costuma prometer fazer coisas indesejadas no dia em que porcos voarem: péssima época para visitar Nova York!
* Se o intervalo entre as batalhas for superior a vinte minutos, o exército de Cronos vai ter que enfrentar um batalhão de centauros bêbados! Tomara que não errem o coice. Na dúvida, acerta o monstro do meio, tá bom, galera? Um dos sete com certeza é o verdadeiro...
* Só um filho de Ares pode matar o monstro... Mas não tem nenhum aqui... Tranquilo: vista-se como um e vai dar tudo certo... OPS!
* Só eu esperava um espião mais surpreendente? Digamos, alguém mais importante na história, pelo menos...
* A guerra estourando pra todo lado; alguém sentou no trono de um deus... Espera um minutinho que eu vou ali matar o sujeitinho que sentou no meu lugar e já volto para continuar a nossa briga... Lista de prioridades interessante...
* A julgar pela possessividade com seus acentos, Sheldon Cooper deve ser um Olimpiano.
* Nada como uma filha de Atena para colocar ordem no galinheiro... E despertar um dorminhoco dentro de um Titã.
* “Bem-vindo a bordo, Percy Jackson! Na nossa empresa você terá carteira assinada; plano de saúde vitalício; vale-transporte alado, marítimo, terrestre ou solar, como preferir; um lindo palácio de veraneio no Monte Olimpo com vista para a baía de Manhattan; imortalidade para curtir seus passeios de pégaso e mergulhos no fundo oceano para visitar o papito...” Valeu, mas acho que eu prefiro o PlayStation.
* Atena: mesmo quando demonstra ser uma pessoa – ou, melhor, uma deusa – evoluída, ainda consegue ser casca de ferida. Sabe aquela mãe carrancuda do teu amigo(a) que consegue te dar um mini ataque cardíaco só com um olhar zangado? Pois é... Há uma boa possibilidade dessa mãe assustadora do teu amigo(a) ser a deusa da sabedoria.
* Que melhor jeito de inaugurar um novo Oráculo, senão lançando ao ar uma nova Grande Profecia catastrófica? Bem, se a última levou mais de setenta anos para se concluir, é possível que muita água role antes de sabermos exatamente como esta se cumprirá.

Até lá, vamos ler outra saga...

Comprar na Amazon:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.