Conheçam Meus Livros

domingo, 30 de outubro de 2016

Em Casa de Malucos, Os Sonâmbulos Assustam Que É Uma Loucura...



E chegamos ao último episódio do nosso Halloween Animado. Esse mês foi uma deliciosa loucura! Produzir postagens com episódios na íntegra e fotos legendadas é uma verdadeira maratona, mas eu não vejo a hora de repetir a experiência no ano que vem.

Por hora, para encerrar esse ciclo maravilhoso que começou com desenhos animados – alguns retirados do fundo do baú –, e passou para os inesquecíveis e inigualáveis personagens de Chespirito, vamos nos divertir com uma aventura de Pancada Bonaparte, o protagonista do esquete Los Chifladitos: os dois malucos que enlouquecem toda a vizinhança com suas manias. No episódio de hoje eles vão descobrir que Toda Bela Tem Um Tio Que é Uma Fera!


Nossa história começa na sala de estar – ou eu deveria dizer, no pátio? – da casa de Pancada Bonaparte e Lucas Pirado, onde o primeiro está jogando xadrez com seu vizinho, Abúdio – sim, esse é o nome da pessoa, e não um adjetivo pejorativo em espanhol, por mais que pareça ser um. E, ao que tudo indica, já é tarde da noite, e Pancada é um péssimo jogador de xadrez. Não que os dois fatos tenham relação entre si. Ele realiza um movimento que é imediatamente contestado por seu adversário.


Seu Abúdio, lembre-se que não se deve contrariar os loucos! Sobretudo porque, se fizer isso, ele pode ter uma rebimboca.

O quê? Não sabem o que é uma rebimboca? Bem, é isso aqui:


O vizinho fica desesperado ao ver o maluquinho se contorcendo, e começa a chamar Lucas, o outro maluco da casa, que vem até o pátio, com os braços esticados para frente, e dá uma pancada no Pancada (cacofonia proposital!).



E então Abúdio fica mais preocupado ainda com o possível problema de seu outro vizinho.



Puxa, isso deve ser muito inconveniente. Sobretudo se o quarto dele for um cubículo. Se bem que, dificilmente Ruben Aguirre caberia num cubículo...

E nessa cena temos uma revelação interessante a respeito do personagem: Lucas nasceu em Sonambulândia! Possivelmente o país mais tranquilo do mundo, onde todos dormem enquanto trabalham. Será que fica perto de Brasília?

Retomando, Abúdio confessa que conhece bem esse problema – o sonambulismo – porque há vários casos em sua família. Sua sobrinha – que conheceremos já, já –, por exemplo, é sonâmbula. Ele mesmo é sonâmbulo. E ao tocar nesse assunto, ele se lembra que já está muito tarde, e decide ir para a cama.



Essa cena me faz lembrar um fato curioso da minha infância, quando uma cidadã apareceu em casa para demonstrar um produto às dez da manhã, deu seis horas da tarde e a fulana não se decidia a ir embora. Daí uma menininha muito simpática e espirituosa – dizem por aí que muito linda também –, decidiu oferecer um chazinho de semancol para a criatura, aproveitando as pausas nas conversas dos adultos para repetir o mantra “tá tarde, né?! Escurou!”. Nem você leu errado, nem eu escrevi errado. A palavra era “escurou” mesmo! Vem do verbo “escurecer”, conjugado por uma criança de três anos.

Mas, voltando ao nosso episódio, assim que Abúdio vai embora, Lucas retorna ao pátio para ocupar seu lugar como adversário de Pancada no jogo inacabado, e compartilhar com o amigo uma triste notícia.



E Pancada também compartilha a preocupação apontada pelo vizinho.



Não esquentem, eles são pessoas normais, como você <– ou como eu –> ...

Captaram a intenção das setinhas? Caso não, tente reler a frase usando o polegar: aponta para si mesmo, depois aponta para frente enquanto lê, e você vai entender.

Então segue um diálogo que nada tem a ver com a história de hoje, em que Lucas dá notícias de sua família: segundo ele, seu filho mais velho acaba de fazer quatro anos, e a mais nova completará setenta e cinco... em uns setenta e quatro anos!

O detalhe é que nenhum dos dois malucos é casado nesse programa, e os dois moram na mesma casa, sem mulher alguma. De onde Lucas tirou esses dois filhos? Vai saber! Se bem que, nada impede que ele tenha alguns contrabandos por aí...

Agora, quanto ao sonambulismo, tudo tem uma explicação racional. Quer dizer, mais ou menos racional...



Acontece que Pancada, assim como seu compatriota Chaves, se pela de medo de filmes de terror.



Tente então assistir televisão aqui no Brasil, Pancadinha: a Escolinha do Professor Raimundo, por exemplo, está recheada de defuntos simpáticos. Também as reprises de novelas e o Chaves. Mas acho que não era bem isso que o Lucas queria dizer... Também não eram os seriados de vampiros adolescentes, nem o Supernatural.



Clama, Pancada! Não conhece mais a sua vizinha, não? Tá escurinho nesse episódio, mas nem tanto assim...

E como Lucas está distraído demais contando a história da Chorona, e não percebeu ainda que a própria resolveu lhes dar o ar de sua graça, o amigo tenta alertá-lo.



Olha, Pancada, se isso for verdade, temos um complexo de Édipo no seu elenco, porque, em outros carnavais, esse Professor Girafales andou namorando essa Dona Florinda...

Mas como essa é uma outra história, Lucas se ajoelha diante do suposto fantasma da Chorona, e começa a suplicar pela vida, garantindo que não foi ele quem roubou os filhos dela, e Pancada vai para o interior da casa procurar algo para ajudá-lo.



Pancada volta lá para dentro, e continua procurando seu spray mata-fantasmas, que deve ter sido escondido pelo homem invisível.

Enquanto isso, Lucas continua tentando negociar sua vida com a suposta assombração.



Olha ele distribuindo filhos de novo... O que esse professor aposentado por insanidade andou aprontando? Quantos irmãozinhos será que ele deu ao Kiko?

Porém, Abúdio aparece bem nesse momento, para interromper as negociações, e evitar que Lucas transforme o cérebro de sua sobrinha em geleia.



Ah... Pancada... Agora a gente não vai saber o que aconteceu com a coitada da tia Agatha...

Para quem não sabe – e esse é o tipo de informação que é bom ter em mente, caso você se depare com um sonâmbulo perambulando por aí –, ao contrário da crença popular, não é perigoso acordar um sonâmbulo. Perigoso, na verdade, é não acordá-lo, levando-se em consideração que o sonâmbulo não sabe o que está fazendo, e pode até se machucar ou machucar – e até matar – alguém por acidente. Apenas deve-se acordar a pessoa com cautela, porque ela pode ficar confusa e até mesmo violenta se for acordada muito bruscamente.

Esse é o Admirável Mundo Inventado: um blog de entretenimento insano, e também um serviço de utilidade pública. *-*

Agora o problema lá no pátio do manicômio é que os malucos estão trocando as bolas e confundindo uma Chorona com a outra.



Agora lascou de vez! Porque como os dois não batem bem das ideias, vão querer abrir o estômago do suposto Lobo Mau para verificar se há algum sobrevivente lá dentro.

Mas antes que Lucas vá até a cozinha buscar um facão, Pancada faz outra constatação: que a suposta Chorona também não é a Chorona; é só a Bela Adormecida. E ele é o Príncipe Encantado que vai acordá-la com um beijo. Ao que Lucas ri, com o pouco bom senso que lhe resta, pois tinha uma ideia muito diferente do Príncipe Encantado, e também da Bela Adormecida. Mas enfim, como não tem nada a ver com essa loucura, ele vai buscar o facão para acabar com esse conto de fadas de uma vez.



Não reparem. É que Lucas é um sujeito muito requisitado. Numa outra oportunidade, ele mandou Pancada dizer ao Bill Clinton que ele não sabia onde estava a Mônica Lewinski. Se fosse hoje, Dona Hilary não deixava nem o ex-presidente completar a pergunta sem trancá-lo no porão escuro da Casa Branca.

Sei lá se existe um porão escuro na Casa Branca, mas ela morou lá e deve conhecer as entranhas do lugar. E não, não estou adiantando o resultado das eleições presidenciais na Terra do Tio Sam. Mas, dos males o menor, não é tia Hilary?

Enfim... Pancada cumpre a promessa que fez, despertando a vizinha com um casto beijinho na bochecha. A vizinha – que, a propósito, eu não apresentei: Maria Esperança de Macho... Galera do Blog... Digam os respectivos “olás” –, fica confusa ao despertar, tentando entender como foi parar ali, e Pancada resolve dar uma forcinha para sua memória.



Ela, claro, não entende patachongas da explicação dele. E não é pra menos, não é, Dona Macho!? Imagine você, deitar na sua cama quentinha, acordar no pátio de um manicômio, e descobrir que cem anos se passaram, e que você virou personagem de conto de fadas...? E seu programa não é Once Upon a Time...

Mas também não tem tempo para esclarecer os fatos, pois nesse momento ela percebe seu tio desmaiado no sofá, e tenta descobrir o que aconteceu com ele.



A mulher fica desesperada ao perceber a barbaridade que aqueles dois loucos estão prestes a cometer, e começa a gritar, até o tio Abúdio recobrar a consciência.



Para sorte dos dois vizinhos mais ou menos normais, os maluquinhos ficam com preguiça de correr atrás deles, e decidem deixar que o suposto Lobo Mau complete a digestão.

Quer dizer, mais ou menos...

Porque toda essa confusão lhes deu outra ideia para brincar. Então Lucas arranja uma cestinha, veste Pancada de Chapeuzinho Vermelho e dá seus conselhos.



... que já foi devorada pelo lobo, segundo a história que acabamos de ler. Mas se correr, talvez Pancada consiga alcançá-la ali pelas dobras do intestino grosso do tio Abúdio. Isto é, se ele se disfarçar de rosbife com fritas, que, como ele mesmo constatou, é mais digestivo...

E assim terminamos o nosso mês especial de Halloween.



Shuif! Shuif!

É triste, mas temos que encerrar essa série. Foi uma delícia relembrar essas histórias e personagens tão queridos, que realmente marcaram a minha infância, e, acredito que de muita gente. Quem sabe fazemos uma segunda temporada no ano que vem?

Se você perdeu algum episódio, ou não sabia que estava rolando uma série de postagens especiais, gostou da nossa aventura de hoje, e quer conferir as outras, é só escolher por qual episódio começar, e clicar nos links aqui embaixo:







Até qualquer dia! *-*



2 comentários:

  1. Parabéns pela paciência dos prints.. o pancada é um quadro esquecido, sem muita fama e prestígio, queria mostrar alguma fala e achei sua página no google, fiquei vendo..és uma ótima escritora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gabriel *-*

      Fico feliz que tenha gostado, e seja sempre bem-vindo ao meu cantinho da maluquice, rs

      É, fazer esses prints e editar as legendas depois não é mole, não, mas é muito prazeroso conferir o resultado.

      Beijos

      Excluir

Obrigada pela visita!
E já que chegou até aqui, deixe um comentário ♥
Se tiver um blog, deixe o link para que eu possa retribuir a visita.